Não é um robô que atende aos clientes que vêm à filial, mas é projetado para reduzir as cargas de trabalho na farmácia e resolver a grave escassez de farmacêuticos na indústria.

 

O robô-farmacêutico pode ler a prescrição do cliente, recolher o medicamento em stock e poupar tempo devido à preocupação do farmacêutico.

 

O robô sabe sempre o que está em stock, organiza as mercadorias e também alerta quando a quantidade está prestes a expirar.

 

O robô, fabricado pela New Icon da Finlândia, representado por GoTech, já está operando na filial Super-Pharm em Rishon Letzion, e nos próximos dias o piloto vai expandir para uma filial em Ness Ziona e integrar gradualmente em todas as farmácias da cadeia.

 

Se a Super-Pharm decidir implementar estes robôs nas suas 240 filiais, será um investimento total de 70 milhões de NIS. No entanto, a compra de vários robôs reduzirá o custo por unidade.

 

A rede espera que o robô possa encurtar os tempos de espera e dar aos farmacêuticos tempo valioso para investir em consultoria à custa da logística, de acordo com a globes.co.il.

 

Nesta fase, a maior parte do trabalho do robô é recolher e distribuir mercadorias. O robô recebe as mercadorias destinadas à farmácia e classifica os medicamentos na prateleira apropriada, usando uma câmera no verso que lê o código de barras do produto. Desta forma, não é necessário qualquer contacto humano na disposição dos produtos, o que reduz significativamente a área de armazém da farmácia.

Fonte: HOJE ISRAEL

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/01/rede-drogal-anuncia-abertura-e-ampliacao-de-unidades-em-sao-pedro/

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: panoramafarmaceutico.com.br/2019/06/19/israel-comeca-a-implementar-um-robo-farmaceutico