Nau Nau/Shutterstock

Placas amareladas, com aspecto amolecido, surgem nas pálpebras e podem causar desconforto além daquele impacto estético indesejado. Essas bolsas conhecidas como xantelasmas não são consideradas uma doença em si, mas um indício de distúrbios no metabolismo do corpo.

O que causa o xantelasma?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o xantelasma é um pequeno depósito de gordura que está associado a altos níveis de colesterol no sangue. É mais comum em adultos com histórico de hipercolesterolemiadoença hereditária que compromete o fígado, impedindo esse órgão vital de metabolizar adequadamente o colesterol.

Vital9s/Shutterstock

Mesmo indivíduos com hábitos de vida saudáveis podem ter esse problema, que se caracteriza por taxas elevadas de colesterol no corpo. Além disso, o xantelasma pode surgir em pessoas com alterações nas gorduras do sangue, desencadeadas por distúrbios como diabetes e insuficiência hepática.

Como tratar o xantelasma

Estas disfunções cutâneas não são contagiosas e não existem formas de prevenção. Somente um dermatologista pode avaliar estas placas de gordura e fazer o diagnóstico correto.

A SDB afirma que os xantelasmas podem ser tratados com o uso de ácidos, laser ou eletrocoagulação. Outras formas de tratamento incluem cirurgia para a retirada das placas e sutura com anestesia local.

Cuidados com a pele abaixo dos olhos

Fonte: UOL

Fonte: panoramafarmaceutico.com.br/2019/06/19/bolsinhas-de-gordura-na-palpebra-sao-xantelasma-o-que-e-e-como-tratar