Criada há 36 anos, a Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (Alanac) vem trabalhando pela modernização da regra de regulação de preços de medicamentos. Segundo o diretor executivo Henrique Tada, a entidade já recebeu da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) uma sinalização, pela qual o órgão se mostra predisposto a mexer nas regras atuais.

“O reajuste anual de medicamentos não atende totalmente à expectativa do mercado, uma vez que advém de fórmula criada há 16 anos. É urgente e necessário haver uma revisão”, afirma o executivo. Segundo ele, entre as reivindicações está a inclusão de produtos com inovação incremental – que incorporam novos elementos em relação à versão original, mas sem alterar as funções básicas.

A Alanac reúne 46 laboratórios farmacêuticos nacionais, que respondem por mais de 70% do movimento do varejo farmacêutico e atuam tanto em saúde humana como animal. “Prezamos sempre pela inovação tecnológica e pela ampliação do acesso da população a produtos de qualidade, seguros e eficazes”, ressalta Tada.

Com esse propósito, a entidade também apoia o pedido, enviado à

Fonte: panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/02/alanac-quer-rever-norma-de-precificacao-de-remedios